quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Amanhã quando for para a escola, sei que já serei filho de pais separados...!

"Prometo Perder" 
de Pedro Chagas de Freitas


"Ontem fiz seis anos e os meus pais separaram-se. Não sei porque se separam os adultos quando há tantas coisas boas para os unir.
  • A minha mãe é bonita como uma loja “Toys R Us”, um mundo inteiro para descobrir no que ela me olha. Quando chora – e ontem chorou tanto – as lágrimas sabem a sopa fria, odeio sopa mas seria capaz de comer todos os dias um prato bem fundo se a minha mãe parasse de chorar para sempre. 


  • Há tantas coisas que parecem valer por tudo até ao momento em que chega algo que realmente vale por tudo.

Depois de o meu pai sair a casa ficou vazia, deu-me um beijo na testa, disse “porta-te bem, respeita a tua mãe”, e eu disse “está bem” mas só queria dizer “fica que nós precisamos de ti”. A minha mãe nesse momento não disse nada, olhou para a janela e sei que chorou sem que eu visse – os adultos choram com medo de chorar, como se temessem o que os separa dos animais. É nestas alturas que eu sei que vale a pena estudar, para saber estas coisas que aprendi na escola e perceber porque é que vale a pena ser humano.

  • Há-de haver sempre um humano sempre que houver um humano capaz de chorar.

A casa estranha, um silêncio malcheiroso espalhado pelo corredor, eu e a mamã sem saber se abraçar se fugir, o amor deve ser isto, percebo agora: uma sensação estranha de não saber se abraçar se fugir.
  • “Havemos de sobreviver”: quando a nossa mãe nos diz isto é certo que temos de a ajudar a sobreviver. Ninguém dá muito valor a sobreviver, as pessoas dizem que é normal, que tem de ser, que é a vida – mas não é: sobreviver é a coisa mais importante do mundo, valha-me a professora Carla, estudasse o mundo tanto como eu e metade dos problemas da Terra acabariam. 

A ciência foi criada pelo Homem para ajudar o Homem, por mais que muitos Homens teimem em não o ver.
  • O sofá ainda tem as marcas dos pés do papá, aqueles pés grandes com aqueles sapatos pretos que ele engraxava sempre, todos os dias, antes de ir para o trabalho, a mamã dizia. 
_“Não faças isso que me estragas o sofá”, ele pedia desculpa, sorria com aquele sorriso gigante (amo esse teu sorriso, meu pai, prometes que quando me vieres buscar aos fins de semana o trazes contigo para eu me lembrar de como era acordar com ele e com as cócegas que me faziam feliz?), e passado quatro ou cinco minutos já lá estavam outra vez os malvados dos pés, aposto que a mamã dava tudo para os ter outra vez ali, naquele sítio, e ele também, que eu bem sei que ainda gosta dela, os adultos separam-se quando há tanto ainda para os juntar – mas já tinha dito isto, não já?

Amanhã quando for para a escola sei que já serei filho de pais separados, como o Manel da Rua da Igreja, talvez lhe pergunte como é, talvez ele me diga que não é nada de especial, que até é fixe e tal, mas para já deixem-me fechar os olhos e imaginar que está tudo na mesma, assim a minha mãe pare de chorar aqui no quarto ao lado.
  • Que nunca se separe quem se ama: esta não aprendi quando falámos de ciências mas também não é preciso ser cientista nenhum para o formular. "

_________________
in "Prometo Perder" Pedro Chagas de Freitas
 

Leitura recomendada



"Casal que divide o Blog aumenta a qualidade de vida"
Crónica das Quartas-Feiras no abcdocrime.blogspot.com
Por a-de-alice ( Pensamentos da minha Cara metade)




segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

"A Caixa e o Umbigo"

"A Caixa e o Umbigo"

Vivíamos num mundo muito nosso! 
Dentro de uma redoma de vidro que chamamos caixa. 
O ar era nosso, tal como o rio e as casas. 
_Éramos enormes

Sim gigantes lendários! Senhores dos nossos umbigos.
 
Contudo essa perspectiva umbigal, essa visão redutora induzia a que "Focalizassemos" essa pequenez como uma realidade absoluta. 

E para lá dessa redoma de vidro encontraríamos outras Caixas, outras redomas. 

E nestes casos a radicalidade de alguns poderia induzir mal estar nos demais

_Porque essas versões redutoras da realidade estariam ocupadas não na evolução racional, mas apenas na diminuição intelectual dos demais.
 
_Apelidando-os do alto do seu umbigo de neuróticos, psicóticos, esquisófrenicos.

_Apenas porque vivem noutra caixa, falam outra língua, pertencem a outro clube ou religião.

ABC recomenda: 
Pensa a caixa, dentro ou fora! Mas pensa.... 
Separa a Caixa do Umbigo.


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

"Antes de falar... Escute!

"Bryan Dyson", que trabalhou durante 35 anos na empresa Coca Cola, 

Ao se despedir, num discurso de 30 segundosdeixou uma mensagem que tem corrido o mundo,

Através da Internet, fazendo com que as pessoas reflictam sobre o que realmente tem valor na vida:

"Imagine a vida como um jogo em que esteja fazendo malabarismos com cinco bolas no ar. 
As bolas simbolizam: 

  • seu Trabalho
  • sua Família
  • sua Saúde
  • seus Amigos
  • sua Vida Espiritual

E terá de mantê-las todas no ar


Logo vai perceber que o Trabalho é como uma bola de borracha. 
Ao soltá-la ela rebate e volta

Mas as outras quatro bolas: Família, Saúde, Amigos e Espírito, são frágeis como vidro.

Se soltar qualquer uma destas, ela ficará irremediavelmente lascada, marcada, com arranhões, ou mesmo quebrada, isto é, nunca mais será a mesma

Deve entender isto: tem que apreciar e esforçar-se para conseguir cuidar do mais valioso.


Trabalhe eficientemente no horário regular do escritório e deixe o trabalho no horário. 
Gaste todo o tempo requerido pela sua família e pelos seus amigos. 
Faça exercício, coma e descanse adequadamente. 
E, sobretudo...tente sempre crescer na sua vida interior, cultural e espiritual, que é de todas a mais transcendental, porque é eterna. 

Shakespeare dizia:

"Sinto-me sempre feliz, 

_Sabe por quê? 
_Porque não espero nada de ninguém. 
_Esperar, acaba sempre por doer"

Os problemas não são eternos, têm sempre solução. 
O único que não se resolve é a morte. 

A vida é curta, por isso ame-a! 

Viva intensamente e lembre-se: 
  • Antes de falar... Escute! 
  • Antes de escrever... Pense! 
  • Antes de criticar... Examine-se! 
  • Antes de ferir... Desarme-se! 
  • Antes de orar... Perdoe! 
  • Antes de gastar... Ganhe! 
  • Antes de se render... Tente de novo! 
  • ANTES DE MORRER... VIVA!!!".



Para mais tarde recordar



quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Só existem duas formas de viver: uma é como na vida nada fosse um milagre! E a outra é como se tudo fosse de facto um milagre!

Segundo Einstein

“só há duas formas de viver a vida: uma é como se nada fosse um milagre e a outra é como se tudo fosse um milagre.”

Milagres estão em toda a parte.
Milagres são bondades que ás vezes surgem da forma mais estranha através de pessoas que só passam por nossas vidas e que nos apoiam em qualquer circunstância.
Milagres São Amor
Milagres são Deus
E Deus é perdão
Milagres são o jeito de Deus nos avisar que Ele está aqui.

Obrigada"
 In Miracles from Heaven


Milagres são:
  • Amor
  • Amizades
  • Afectos
  • Alegria
  • Companheirismo
  • Apoio
  • Conversas
  • Risos
  • Gargalhadas
  • Lágrimas
  • Tristezas


Milagres são:
  • A Família
  • Os Filhos
  • Os Amigos
  • Os Animais
  • As Plantas


Milagres são:

  • A Chuva
  • O Sol
  • O Frio
  • O Calor


Tudo o que nos ajuda a contemplar a vida, a vivenciar, a continuar, sejam coisas boas ou más.
Tudo faz parte!

OBRIGADA

 Vive cada dia como se fosse um milagre, porque de facto é mesmo...!!!






segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

"Não tenho tempo (Relógio do Tempo)

"Relógio do tempo"

*Diz o Coachee...!
_Não tenho tempo.


*Após uma análise aos seus hábitos quotidianos.
_Saiba que benefícios retira?
_O que o faz perder tempo? ( que não traz beneficio)

*Procure definir estratégias
  • Com horários;
  • E missões;
*Verifique qual a sua capacidade instalada!
_Se apenas consegue erguer 10 tijolos em determinado período do tempo.
_Porque faz 14 todos os dias perdendo o tempo da sua refeição, perdendo o tempo com a sua família (Saiba o beneficio);

*Seja produtivo, mas organizado;

*Saiba que caminho quer seguir! Para nunca se sentir perdido, uma vez que 
"Quem não sabe para onde ir... Qualquer caminho serve"

Grande Abraço para este excelente profissional
ABC do crime
P.S. Crime é deitar fora o tempo


sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

"Como ultrapassar! Todos os seus limites e obstáculos"

" A mente e os cinco sentidos"

Parque da cidade! 

"T" prepara-se mentalmente, acertando os quilómetros a seu relógio digital, coloca os phones, faz o aquecimento, rodando os seus tornozelos, joelhos e ancas.

Estava Pronto...!

*Volvidos oitocentos metros "T" desiste do jogging e começa a andar. 

...Os pulmões fraquejaram, os tornozelos idem, iria caminhar a corrida estaria fora do seu alcance, não conseguia acompanhar seu coach.

*ABC apenas disse:
_"T" Retira os phones e escuta o teu corpo, ele quer-te levar pelo caminho de (A) para (B).

* Então "T" descobriu seu ritmo, descobriu como respirar, descobriu o seu caminho! 
Não o de São Tiago de Compostela! Mas o seu.

_No final referiu que estava capaz de naquele momento fazer um mergulho de apneia...! 

P.S. "T" Correu durante 10 000 metros, ultrapassando todas as barreiras motivacionais, bem como todos os seus limites e obstáculos.

"T" Nunca correra Tanto;
"T" Terminou o treino indicando os seguintes parâmetros (0 a 10):

_Motivação 10;
_Respiração 10;
_Fadiga muscular 6

"Abc do crime" considera para reflexão que "crime" é deixar que a falência da mente provoque a ruína prematura dos cinco sentidos...



quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

O que o Ano Novo nos irá trazer? _Talvez 365 oportunidades...!

No inicio deste ano desafiei-me a :

Acreditar todos os dias

  • Em mim
  • Em ser simples
  • Em ser mais corajosa que medrosa
  • A agradecer o que tenho
  • A dizer amo-te a quem realmente importa e se importa
  • A gostar de mim mesma
  • A sorrir
  • A abraçar os dias como se fossem o último
  • A confiar na vida quando me afasta uma pessoa, mas preenche o vazio com uma outra
  • A recomeçar sempre que necessário
  • A respirar fundo e continuar

Olhando para todos os pontos propostos posso afirmar que todos foram testados e superados, uns melhores que outros.

Nunca é de ânimo leve que acreditamos em nós, que somos corajosos quando a vida teima em nos deitar abaixo.

Mas agradeci todos os dias por termos saúde, por acordarmos e estarmos bem.

Abraçar todos os dias como se fossem o ultimo, teve alturas em que sim.

Recomecei várias vezes este ano, com muita garra, tristeza ás vezes!
_Mas respirando fundo, continuamos na luta.


Esperando continuar a confiar, a agradecer e a recomeçar sempre que seja necessário...!!!